Boing atualiza seus aviões via disquetes

Boing atualiza seus aviões via disquetes. A tecnologia tem mudado muito nos últimos anos e bem rápido. Certo? Para muitos que usam PC e que gostam de montá-los e tuná-los (modificá-los) pensam sempre em comprar do mais moderno e mesmo que uma tecnologia nova apareça, trocamos as peças como se fossem roupas, simples assim.

Não é toa que não se veem mais nos computadores os famosos disquetes e em alguns computadores nem leitor de CD, DVD ou BlueRay. Esses disquetes são lentos e nada prático por causa da sua capacidade.

Daí pensamos, quem hoje em dia iria usar os disquetes?

Para quem não sabe segue abaixo as imagens de um disquete e seu leitor.

disqueteCada disquete cabe apenas 1,44 MB. Um CD cabe 640 Mb, um avanço! Depois vieram o DVD e mais tarde o BlueRay com capacidade de 25 GB, podendo chegar a 50 GB.
Imaginou quantos disquetes precisariam para chegar nesses 50 GB (ou 51.200 MB)?

E há quem usa hoje em dia. E você pode ter usado também. Se você viajou de avião num Boing 747 ou Airbus A320, podemos dizer sim que você foi um usuário de um aparelho que ainda usa um disquete.

Mas justo um avião? Como assim? A resposta é que tudo no avião precisa ser homologado. E isso custa tempo e dinheiro.

Um Boing 747 foi projetado na década de 1960 e o A320, na década de 1980. Então faz sentido ter esses equipamentos para atualizar sejam dados da eletrônica do avião, sejam as cartas aéreas que são mapas de auxílio à navegação.

Sempre usam disquete? A resposta é não. Com a homologação de novos meios de transferências de dados, a fabricante vai atualizando os componentes e com isso vai adicionando novos meios de transferências de dados.

Assista ao vídeo do Aero Por Trás da Aviação:

Se você gosta dessas matérias, assine a nossa newsletter.
E não deixe de ver outras matérias, clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *